domingo, 22 de agosto de 2010

Rosas na Voz, pétalas no caminho.




Escolhi este texto por dois motivos: 
1º já o havia gravado numa aula de vídeo que fiz, gostei muito (embora esse tenha ficado completamente diferente), lá eu soube que ele era musicado e a primeira coisa pedida pelo professor foi que não ouvíssemos a música; muitos ouviram e não gostaram do resultado. Eu, pobre ignorante mortal não o conhecia musicado e segui a instrução do professor. Tempos depois ouvi o Ney Matogrosso. De cair o queixo, a boca, de tirar o chapéu e as roupas. O cara é, indiscutivelmente, extraordinário. É a minha Bethânia de calças e muito mais.

2º por iniciar as postagens (gravadas) com o mestre português Fernando Pessoa, nada mais justo que vir para o Brasil nos braços de outro grande mestre, agora brasileiro, Vinícius de Moraes. 

A singela gravação acima segue o artesanato (como disse minha amiga Carmen) da primeira, gravado em casa, sem edição, ou seja, não retirei os ruídos causados por sopro no microfone, da respiração nem nada que possa interferir, quero natural. Enfim, todos serão assim, não preciso explicar isso em todos os posts, senão ficará chato e muito repetitivo. rsrs

Claro, como gosto das performances do Ney, segue uma pitadinha:




Nunca é demais lembrar que esse poema foi gerado devido às atrocidades do homem. Seguimos cometendo atos de horror no dia a dia, contra nossos irmãos, nosso planeta; e burros que somos, nem percebemos que os cometemos contra nós mesmos. Há muito dito nesses poucos versos. Conversem.

29 comentários:

Rodrigo Teixeira disse...

Ney é Ney e ponto, sem mais.

Adorei o blog.

abs

carmen silvia presotto disse...

Hey, que bom entrar aqui e me encontrar com a Poesia ao pé do ouvido... não dá para esquecer da rosa rosa em chamas, Vinicius escreveu, Ney disseminou e agora vens tuas voz em pétalas para nos tombar do esquecimento...

Um beijo grande Saulo, este trabalho está maravilhoso e amo a artesania no trabalho, aí está toda a nossa diferença,parabéns, obrigada e que venham logo mais!!!

Carmen Silvia Presotto
www.vidraguas.com.br

Universo Paralelo em Versos disse...

Rosa de Hiroxima na minha época era um HINO SAGRADO, UMA ORAÇÃO, todos que ouviam na voz dos Secos e Molhados. Bons tempos, eu já tinha o álbum deles antes de virarem a febre nacional... Não tens noção do sucesso que eles tinham e o Vinícius grande poeta venerado por todos, era a nata da cultura agora Imortalizado!
Obrigado pela visita ao meu blog...feliz semana repleta de realizações e alegrias...

Pérola Anjos disse...

Já se passaram 65 anos do desumano ataque à Hiroshima, as marcas ficarão para sempre.

Só mesmo o Vinicius para transformar um episódio tão doloroso em poesia. E a voz do Ney transmite uma emoção difícil de explicar com palavras.

Parabéns mais uma vez pelo belíssimo trabalho!

E muito obrigada pelas palavras tão carinhosas! Beijos!

Márcio Vandré disse...

Cara, mais uma ótima escolha!
Parabéns pela grande idéia!
Um abraço!

Athila Goyaz disse...

Po eu achei maravilhoso o seu improviso aí!
Gosto do Ney, pra mim ele é singular!
abraços

Patrícia Gonçalves disse...

A Rosa de Hiroxima é tudo de bom! Adoro o Ney! Adoro você!

Acho que você vai fazer escola, gostei da idéia!

beijo grande!

Marcio Nicolau disse...

Um viva a delicadezas.

Lua Nova disse...

Saulo, Saulo... já disse antes mas vale repetir: uma idéia sensacional! E você tá se saindo maravilhosamente. E acho que a Pat tem razão, vc vai fazer escola...rsrsrr
Também gostei muito da idéia.
Sobre o Ney, acho que ele está cada vez melhor, parece vinho, a voz mais segura, mais madura, a interpretação mais intensa.
A música é lindíssima. Eu postei Rosa de Hiroxima no dia em que se comemorava 65 anos do ataque, 9/0. Essa música é dolorosamente bela e a brilhante letra do nosso poetinha, é extremamente inteligente.
Beijos, Saulo, e parabéns.

Andri Alba disse...

Un abrazo, muchas gracais por venir a comentar a mi blog.

Andri

Ps: me gustó que te haya gustado, "todos juntos solos".
Hasta luego!!!

Arquimedes Diniz disse...

Obrigado por me visitar, seja sempre bem vindo ao meu! Querendo trocar idéias, meu msn é arquidiniz@hotmail.com Abraços

João Francisco Viégas disse...

A intensidade do Ney é algo inenarravel mesmo!
Essa canção é de uma delicadeza brutal! - hehehehe

Abração!!

Universo Paralelo em Versos disse...

Saulo passando no teu cantinho para agradecer a visita....e aproveitei para reler este post, e durante a releitura chegou a minha memória lembranças dos anos 70 quando conheci um senhor que sobreviveu a Bomba de Hiroxima...Terrível foi olhar para a sua testa transparente tinha somente uma fina pele e podia se ver o cérebro dele. Uma rosa, uma alma.

Marcio Nicolau disse...

Resultado bacana aqui, heim? A tônica dos comentários é a lembrança do episódio triste, mas a esperança RE-acesa pela tua leitura e a pungente interpretação do Ney.

Saulo Taveira disse...

Que bom que curtiu aqui, Rodrigo, seja bem vindo!

Abraços.

Saulo Taveira disse...

Carmen, você e seus comentários tão animadores, incentivadores, queridos.

Obrigado sempre.

Beijos carinhoso.

Saulo Taveira disse...

Universo Paralelo... que bom que vens aqui, e que triste teu relato. Fico chocado com a possibilidade de barbarie do homem.

Abraços.

Saulo Taveira disse...

Obrigado por vires, Pérola.
Tua presença ilumina, e ainda trazes história.

Beijos.

Saulo Taveira disse...

Valeu Vandré.

Obrigado por vir, e sempre estou lá. Gosto da tua escrita, mas aproveito pra pedir, ative o Sátira S/A.

Abração.

Saulo Taveira disse...

Athila, teus improvisos são ótimos tbm.

Abração.

Saulo Taveira disse...

Obrigado Patrícia.
Quero aproveitar e pedir pra gravar textos teus tbm e, futuramente, postar aqui.

Beijão.

Saulo Taveira disse...

Lua Nova, obrigado pelo carinho. Seguimos juntos, não posso ficar longe de tua escrita e teu nome. hehe

Beijo carinhoso.

Saulo Taveira disse...

Muchas gracias, Andri.

Besos.

Saulo Taveira disse...

Valeu pela vinda, Arquimedes.

Abraços, seja bem vindo.

Saulo Taveira disse...

João, delicadeza brutal é a tradução dessa música, desse poema.

Abração.

Saulo Taveira disse...

Marcio, as analises aqui são ótimas.
Você sempre presente.

Obrigado.

Beijos.

Valdeir Almeida disse...

Saulo,

Sou seu mais novo leitor. Para mim, é um privilégio acompanhar seus posts.

Parabéns pelo escolha.

Abração e ótimo final de semana.

Lua Nova disse...

Ahhhh... vim em busca de outra performance e não tem... que pena.
volto em breve. Também nao posso ficar longe dessa tua voz... rs
Beijos e uma semana maravilhosa pra vc.

Rosan disse...

sempre gostei muito desta musica, ela é triste, se a vermos ao pé da letra, mas pe linda quando cantada, e sentida.

beijo